O subsídio de natal não é prémio

Tópico em 'Audi Bar' iniciado por PAM, 3 Nov 2011.

  1. PAM

    PAM New Member

    Desde:
    12 Dez 2005
    Mensagens:
    1 765
    Gostos Recebidos:
    44
    Dec.-Lei 496/80: Capítulo IV - subsídios de Férias e de Natal são inalienáveis e impenhoráveis!


    O SUBSÍDIO DE NATAL OU 13º MÊS NUNCA Existiu...

    Os trabalhadores ingleses recebem os ordenados semanalmente!


    Mas há sempre uma razão para as coisas e os trabalhadores ingleses, membros de uma sociedade mais amadurecida e crítica do que a nossa, não fazem nada por acaso!

    Lembrando que o 13º MÊS em Portugal foi logo depois do 25 de Abril de 1974 no governo de VASCO GONÇALVES e que nenhum governo depois do dele mexeu nisso, "fala-se agora que o governo pode vir a não pagar mais aos funcionários públicos o 13º mês ou subsídio de natal.


    Se o fizerem, é uma roubalheira sobre outra roubalheira.

    O 13º mês é uma das mais escandalosas de todas as mentiras dos donos do poder, quer se intitulem "capitalistas" ou "socialistas", e é justamente aquela que os trabalhadores mais acreditam.

    Eis aqui uma modesta demonstração aritmética de como foi fácil enganar os trabalhadores.

    Suponhamos que você ganha 700,00€ por mês. Multiplicando-se esse salário por 12 meses, você recebe um total de 8.400,00€ por um ano de doze meses. 700,0€0 X 12 = 8.400,00€

    Em Dezembro, o generoso governo manda então pagar-lhe o conhecido 13º Mês, ou seja, voce irá auferir anualmente 8.400,00 (Salário anual+700,00€ (13º salário) = 9.100,00€ (Salário anual + o 13ºMês)

    O trabalhador vai para casa todo feliz com o "governo amigo dos trabalhadores" que mandou o patrão pagar o 13º.

    Agora veja bem o que acontece quando o trabalhador se predispõe a fazer uma simples contas que aprendeu no Ensino Fundamental:

    Se o trabalhador recebe 700,00€ por mês e o mês tem quatro semanas significa que ganha por semana 175,00€.

    Aufere 700,00€ (Salário mensal), o que repfresenta dividido em 4 (semanas que em geral tem o mês) = 175,00€ ( De salário semanal)

    Ora o ano tem 52 semanas. Se multiplicarmos 175,00€ (Salário semanal) X 52 (Número de semanas anuais) = 9.100,00€.

    Ou seja, o resultado do vencimento anual em semanas é exactamente o mesmo valor do salário anual+o 13º salário (o tal "subsídio de natal).
    Surpresa, surpresa? Onde está, portanto, o 13º Salário, o tal "subsídio de natal"?

    A explicação é simples: o governo, que faz as leis, rouba-lhe uma parte do salário durante todo o ano, pela simples razão de que há meses com 30 dias, outros com 31 e também meses com quatro ou cinco semanas (ainda assim, apesar de cinco semanas o governo só manda o patrão pagar quatro semanas), você ganha exactamente o mesmo salário o mês 30 ou 31 dias, quatro ou cinco semanas.
    No final do ano o generoso governo/entidade patronal presenteia o trabalhador com um 13º salário ("subsídio de natal"), cujo dinheiro saiu do próprio trabalhador.

    Se o governo retirar o 13º salário ou subsídio de natal aos trabalhadores da função pública (e se isto estender-se ao privado), o roubo dos dias trabalhados passa a ser efectivo, uma vez que até aqui vinha em forma de "subsídio" adicional.

    Como palavra final para os trabalhadores inteligentes: não existe nenhum 13º salário. O governo apenas devolve e manda o patrão devolver o que sorrateiramente foi sendo tirado do salário anual.

    Conclusão:

    Os Trabalhadores recebem o que já trabalharam e não um adicional.

    13º NÃO É PRÊMIO, NEM GENTILEZA, NEM CONCESSÃO. É SIMPLES PAGAMENTO PELO TEMPO TRABALHADO NO ANO!




    Se for retirado, passemos a receber como os ingleses!


     
    6 pessoas gostam disto.
  2. ZuKinha

    ZuKinha New Member

    Desde:
    7 Mai 2010
    Mensagens:
    2 604
    Gostos Recebidos:
    1 016
    Digamos que afinal o 13º mês é um ajuste anual...
     
  3. Kripto

    Kripto New Member

    Desde:
    9 Jan 2010
    Mensagens:
    432
    Gostos Recebidos:
    505
    Pois, já tinha falado nisto noutro tópico, mas não sabia que era um decreto lei. E faz sentido, porque quem recebe à semana recebe 52 semanas e quem recebe ao mês recebe 48 meses, por isso o 13º mês!

    Mas eu "gosto" é das explicações destes políticos,
    , só que lá recebe-se em função das semanas de trabalho 52!

    Faz-me lembrar o antigo secretário de estado das OP e comunicações, em relação ao fim das SCUT's e toda a polémica por causa dos identificadores, quando ele disse
    Esta nunca me saiu da cabeça, só que esse Srº esquece-se que a Suiça não pertence à UE e somos obrigados a parar numa alfândega e o selo que ele paga é o equivalente ao nosso "selo" o IUC e lá não paga portagens em AE's. E em Londres é o mesmo que cá quando se aluga um carro, e se passa com ele numa via verde sem ter o identificador...
    [​IMG]
     
    Last edited: 4 Nov 2011

Partilhar esta página