Novas regras de alfândega

Tópico em 'Consultório Jurídico' iniciado por madlima29, 10 Jun 2021.

  1. moralez

    moralez

    Desde:
    19 Jan 2011
    Mensagens:
    2 558
    Gostos Recebidos:
    1 070
    Se te faz feliz pensar nisso, quem sou eu para te estragar o momento...
    Beijinhos no cu com um alicate.
     
  2. robie25

    robie25

    Desde:
    24 Out 2012
    Mensagens:
    924
    Gostos Recebidos:
    130
    Sou cliente do AB ha coisa de 3 anos e nada a apontar, a não ser a falta de balcões proprios.
     
  3. PedroABLima

    PedroABLima

    Desde:
    7 Ago 2013
    Mensagens:
    1 516
    Gostos Recebidos:
    1 476
    Ontem la iniciei 2 processos de desalfandegamento, grande treta que isto é. Tem que se preencher montes de detalhes e aquilo depois dá os valores automaticamente.
    Outra coisa que nao percebi, das 2 encomendas, uma era do UK e outra da china.
    Do uk libertou sem me pedir pagamento nenhum.
    Da china um simples rolo de fita cola que custou 3eur, tenho que pagar mais 3,19eur!
    20210726_104738.jpg

    Porque é que do uk nao paguei nada?
    Se isto é feito automaticamente pelo que eu declaro, posso aldrabar os valores? o_O
     
  4. madlima29

    madlima29

    Desde:
    6 Jul 2009
    Mensagens:
    18 178
    Gostos Recebidos:
    6 912
    Podes. Se descobrirem, vai ser bem pior para ti.
    Do UK aparentemente ha um acordo a nível de impor/expor. Não percebi bem, visto que saíram da UE.
     
  5. moralez

    moralez

    Desde:
    19 Jan 2011
    Mensagens:
    2 558
    Gostos Recebidos:
    1 070
    Abaixo de 22€ do RU não se paga IVA nem taxa de desalfandegamento.
     
  6. madlima29

    madlima29

    Desde:
    6 Jul 2009
    Mensagens:
    18 178
    Gostos Recebidos:
    6 912
    Mas pela nova lei, como TU próprio apontaste, conta a data de chegada a Portugal, não a data de compra, e sendo o RU fora da UE, aplica se a regra em vigor, a não ser que haja acordo especial, o qual desconheço.
     
  7. moralez

    moralez

    Desde:
    19 Jan 2011
    Mensagens:
    2 558
    Gostos Recebidos:
    1 070
    Quando EU apontei, nem sequer referi a origem da encomenda.
    E como TU próprio apontaste, o RU poderá ter algum tipo de acordo sobre as importações ou exportações.
    Mais algum apontamento para apontar o apontado? Ou é preciso afinar a pontaria?
     
  8. madlima29

    madlima29

    Desde:
    6 Jul 2009
    Mensagens:
    18 178
    Gostos Recebidos:
    6 912
    Afinal aí s.f.f. com alicate, lol
     
  9. ELFuracon

    ELFuracon

    Desde:
    9 Dez 2006
    Mensagens:
    1 818
    Gostos Recebidos:
    470
    Actualização / "novidades":
    Só por estes dias cheguei á grande conclusão que mesmo nas compras INTRA-Comunitárias houve uma alteração
    muito importante desde o dia 1 de Julho de 2021...

    -> As empresas (com volume vendas superior a 10 mil euros/ano) que vendem / faturam para
    outros paises (mesmo dentro da UE) devem faturar o bem, artigo ou serviço á taxa em vigor no pais de "destino",
    onde é entregue ou disponibilizado, sendo receita deste.

    Exemplo: Empresa vendedora da Alemanha (IVA a 19%) vende para um cliente em Portugal (IVA a 23%), fatura nesta taxa.
    Se for para um cliente na Alemanha, será 19%.

    A explicação adicional que recebi de varias empresas estrangeiras é que para o consumidor é transparente, ou seja não há diferença, a margem de lucro do vendedor tem de absorver este aumento, porque o preço de venda tem de ser igual para todos.
    Aparentemente, coisa diferente é se presencialmente se fizer a compra no pais do vendedor.....
     
  10. blackibiza

    blackibiza

    Desde:
    19 Set 2010
    Mensagens:
    1 043
    Gostos Recebidos:
    551
    Malta, então é assim, vou partilhar convosco pois poderá ser útil para muita gente.

    Este ano, e especialmente neste último mês (transição de semestre), os bancos tem colocado em vigor novas taxas e taxinhas.
    Cada vez fica mais complicado fazer movimentos na UE sem que alguém aplique uma taxa....


    Uma alternativa que funciona bem e que quem tiver interesse pode usar é.
    1 - movimentar dinheiro para uma conta paypal (podem gerar uma entidade e referência para a vossa conta).
    1.1 - Isso significa que qq pessoa poderá transferirmos dinheiro, sem qq encargo. Inclusive poderão usar isso para receberem por exemplo pagamentos por olx.

    2 - criarem uma conta no revolut (quem quiser posso sugerir cm amigo que ainda tem um bonus). O grande beneficio desta conta é terem taxas de cambio muiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiito mais baratas que num banco tradicional.
    2.1- alguns bancos estão a cobrar taxas para movimentos para essa conta por isso, associem e validem esse cartão no Paypal. Desse modo poderão fazer movimentos do Paypal para o Revolut sem taxas e imediatas. Poderão usar o cartão (ou criar virtuais) para pagamentos em qq parte do mundo (mesmo em viagens) sem que sejam cobradas taxas de cambios.
    2.2- ainda permite fazer transferências SEPA (sem custos) para uma entidade bancaria física onde depois depois levantar dinheiro se assim o entenderem!

    Malta, as empresas em Portugal estão a ficar doidas! Cada vez nos aplicam mais taxas, dass!!!

    PS- Em relação aos CTT, dá para acreditar que já não recebo uma correspondia à mais de três semanas?!?!?!? Mesmo correspondência portuguesa?!
    Isto está o CAOS!

    PS2 - Preparam as carteiras pois proxima semana combustivel sobe mais uma vez! Desta vez são 3 cêntimos! Estamos quase a chegar aos 2€/L
     
    F3rnando gostou disto.

Partilhar esta página